segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

REDUÇÃO DE MORTES NAS RODOVIAS FEDERAIS DO RN DURANTE FESTAS DE FIM DE ANO DIZ PRF




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou um balanço das operações durante o período de festas de fim de ano nesta segunda-feira (2). Segundo a PRF, foi percebida uma diminuição de acidentes graves e mortos durante as festas em rodovias federais no RN.
Para se comparar, tomando-se o período entre os dias 23 dezembro e 1º de janeiro, houve redução na gravidade e no índice de acidentes. Ao todo, foram registrados 43 acidentes, sendo 14 considerados de natureza grave. No mesmo período do ano anterior, foram registrados 54 acidentes, sendo 23 graves.

A Polícia Rodoviária Federal registrou no RN 43 acidentes, sendo 14 considerados de natureza grave, durante o período de festas.

O número de mortos e feridos também reduziu. Em 2015, 21 pessoas morreram em acidentes e 59 ficaram feridas. No balanço divulgado hoje, foram 41 feridos e oito mortos.
A PRF acredita que isso aconteceu devido às datas, que não ocorreram em fim de semana prolongado, e também ao esforço de fiscalização e educação, intensificado no período medido.
Um fato curioso nas fiscalizações no Rio Grande do Norte foi o maior número de flagrantes de passageiros que não usaram o cinto de segurança do que o de motoristas: 56 contra 38. 


Além de colocar a própria pessoa em risco, coloca também em perigo os demais no interior no veículo. Além disso, provoca a multa de trânsito que é imputada ao motorista, conforme o artigo 167 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De natureza grave, o condutor leva 5 pontos na carteira e multa de R$ 195,23.
Em todo o Brasil, foram mais de 2.700 acidentes
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 2.769 acidentes nas rodovias federais que cortam o Brasil durante as festas de final de ano - Natal e Ano Novo. Os números foram contabilizados no período de 23 de dezembro de 2016 até o último domingo (1º).
De acordo com os números, os acidentes resultaram em 2.868 feridos e 225 mortos. Durante o período, do total de acidentes 500 (quinhentos) foram acidentes graves – que são aqueles onde se resultam pelo menos um ferido grave ou um óbito.

FONTE: Flávio Oliveira, Com PRF




Nenhum comentário:

Postar um comentário